• Instituto Telma Lobato

SER MULHER É BOM DEMAIS




Ser mulher

Ser mulher é bom demais....... Quem dera o homem poder sentir, por alguns instantes que fosse a alegria de ser mulher.


Ser mulher é ser autêntica, é ser única em sua complexidade e múltipla em sua individualidade.


Ser mulher é gozar o privilégio da função mais sublime de todas as funções: ser mãe.


Ser mulher é passar pela infância brincando de casinha, na adolescência não brincando de casinha, na juventude pensando em brincar de casinha e na mocidade, realmente, brincar de casinha até o fim.....


Ser mulher é poder ter outro ser dentro de si, olhar nos olhos e na hora de um orgasmo maravilhoso, gritar bem alto "EU TE AMOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!"


Ser mulher é viver sem ter vergonha de ser feliz, se entregando diariamente a um turbilhão de sentimentos em cima do salto de 15 cm, com toda graça, singeleza e sensualidade que lhe é garantida.


Ser mulher é pensar, criar, decidir, assumir, sumir na hora que der vontade, mesmo que suma dentro de si mesma em um momento de introspecção onde ninguém entra.


Ser mulher é marcar o gol da vida, matando um leão a cada dia, correr para o abraço e deitar nos braços do amigo mais íntimo e com ele viajar no sono mais profundo para o real imaginário.


Ser mulher é crescer enfrentando todos os medos se entregando aos sentimentos com a razão que sobrepuja a emoção.


Ser mulher é ser dona de si mesma, resolvida, amada, amante, de sua própria vida.


Amo ser mulher......com todas as contradições que são inerentes a este SER MULHER.


Telma Lobato/Teja Daya

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo